sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Quando algo corre bem....

Um 'blog' é um diário. Um diário da web, online, mas a base disto é mesmo um diário onde falamos escrevemos sobre o que nos interessa e vier à cabeça. De modo que, como hoje dormi bem e acordei bem disposta por um incidente minúsculo, insignificante e pessoal mas que me soube bem, só me apetece falar sobre isso, partilhar como se diz actualmente. A vida - e então nos dias de hoje!... - anda a correr-nos um tanto mal. Mas, de vez em quando, alguma coisa corre bem. Quando isso acontece sentimos que uma luzinha se acende dentro de nós!
Eu, pelo menos numa coisa, tive sorte na vida: tenho uma profissão de que gosto. É claro que nem sempre me deixa feliz e contente, tenho muitas vezes dias onde não me apetece começar a trabalhar, alguns momentos para esquecer, casos que correm mal, muitas batalhas que perdi. Muitíssimas até, e algumas de que ainda hoje me lembro com amargura. Mas, de um modo geral, o balanço é positivo e creio que se na palma da minha mão para além das linhas da Vida, da Cabeça e do Coração (penso que é assim, não é?) existisse também uma linha do Trabalho ou Profissão ela devia ser vincada.



Comecei a escrever este post porque recebi ontem, ao fim do dia, um telefonema. Era da família de uma menina que me tinha pedido ajuda profissional, a dar notícias. Nem sempre há essa delicadeza, coisa eu não estranho, mas é bom quando tenho feedback do que se passa, é claro. Desta vez recebi um telefonema bastante alegre e que me deixou também muito contente. É impressionante como por vezes uma intervenção relativamente pequena pode funcionar tão bem.
Não, não preciso nem tem interesse explicar o que se passou. Era uma pedrinha, digamos que quase um grão de areia, que consegui retirar de uma máquina que parecia avariada (lá voltamos de novo às máquinas!....) Pa-re-cia. Mas funcionava lindamente! Removendo essa pedrinha, há uma menina mais contente, uma mãe aliviada, uma família mais feliz.
Pudesse tudo ser tão fácil como a remoção daquela pedrinha! 
Não deixo de sorrir, hoje.



Pé-de-Cereja

9 comentários:

meri disse...

:)))))

Anónimo disse...

BOOOOOOA!
Ora aqui está um post com uma história que se te deixou animada também nos anima a nós por contágio...

Mary disse...

E a menina a voar!!! Boneco engraçado. Vai a voar para onde?... Para a escola? adivinhei ou não?

Joaninha disse...

Simpático post!
É muito, muito bom trabalhar-se naquilo que se gosta.
Cada vez menos isso acontece, sniff! E, como aqui dás a entender, quando gostamos do que fazemos não é preciso diminuir férias ou feriados para aumentar a qualidade do trabalho, pois não?...

Zorro disse...

Olá a todos!
(isto é uma assembleia que se reencontra sempre por aqui) :D
Realmente aqui temos um post bem disposto que é o que se precisa a uma sexta-feira! tens realmente uma sorte do catano em teres um trabalho de que gostas e que, pelo que percebo, te valoriza. é uma coisa que nem tem preço!!!!

Zorro disse...

(só mais uma coisa: aqui não o dizes mas está implícito que o que fazes é bem feito e que te dedicas mesmo a isso...)

pé-de-cereja disse...

São todos muita simpáticos!!! :)))
relendo o que escrevi até parece que estava mesmo a puxar ao elogio, ui... Mas juro que não era a minha ideia, e vai de si que tenho imensos fracassos. Talvez mesmo por isso me soube muito bem este sucesso.

Saltapocinhas disse...

:)
que bom!
é por momentos assim que às vezes aguentamos os menos bons!

pé-de-cereja disse...

Tal e qual, Saltapocinhas. Também tens uma profissão de que gostas como se nota sempre que falas dela e percebes lindamente o que eu sinto.
É isso mesmo: estes momentos compensam bem os «outros» onde por mais que se faça a coisa não resulta...